Notícias interessantes para aposentados e pensionistas do INSS

2016 comprar

 

Quanto mais o brasileiro migra das compras em lojas físicas para o comércio eletrônico, mais sites são criados com intuitos maliciosos e criminosos. Nesta quarta-feira, a lista do Procon que define os sites não-confiáveis do comércio eletrônico brasileiro chegou a 500 nomes.

 

Chamada de "Evite esses sites", a lista do órgão, vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo, classifica empresas "que tiveram reclamações de seus clientes registradas na Fundação, foram notificadas e não responderam ou não foram encontradas, impossibilitando qualquer tentativa de intermediação entre as partes ou abertura de processo administrativo", de acordo com o próprio Procon.

Confira aqui a lista negra do Procon e proteja-se!

Também estão listados sites maliciosos, criados especificamente para roubar dados e dinheiro e não realizam atividades comerciais. De acordo com o órgão, antes de realizar qualquer compra também é importante consultar toda a identificação da loja, além de desconfiar de ofertas vantajosas demais e evitar sites em que as únicas formas de pagamento aceitas são o boleto bancário e/ou depósito em conta.

 

Fonte: UOL Economia

0
0
0
s2smodern

2016 leao

 

A Receita Federal liberou a consulta ao sétimo e último lote de restituições do Imposto de Renda 2015 nesta quarta-feira (9), às 9h.

As restituições de 2.721.019 contribuintes, que totalizam mais de R$ 3,4 bilhões, devem ser pagas na próxima terça-feira (15), conforme o calendário divulgado em abril pela Receita Federal.

Se você ainda não recebeu a restituição e não estiver neste último lote, quer dizer que você é um dos 617.695 contribuintes que caíram na malha fina. Nesse caso, o ideal é se antecipar à intimação da Receita e tentar regularizar sua situação.

 

Restituição do IR

 Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar o site da Receita, pelo http://zip.net/bsn4Jn(URL encurtada e segura), ou ligar para o Receitafone, no número 146. Pelo site, é possível saber se há alguma irregularidade na declaração. Caso haja, o contribuinte pode apresentar uma declaração retificadora e corrigir as inconsistências apontadas pela Receita.

O dinheiro é depositado na agência bancária indicada pelo contribuinte ao fazer a declaração. O valor é corrigido pela Selic (taxa básica de juros), mas, após cair na conta, não recebe nenhuma atualização.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio da Internet, mediante o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, pelo link fornecido acima.

 

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do BB ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

 

Consulta ao último lote foi aberta, e, depois, suspensa

Na segunda-feira (7), a reportagem do UOL verificou que a Receita havia liberado a consulta às restituições do último lote por algumas horas, e, depois, suspendido.

A consulta a um CPF específico, pela manhã, retornou a informação de que a restituição havia sido liberada e que o valor seria pago no dia 15. À tarde, ao consultar o mesmo CPF, a informação era que a declaração estava "na base de dados da Receita Federal".

A Receita Federal, por meio de sua assessoria de imprensa, não confirmou se o serviço havia sido liberado por engano e, depois, tirado do ar, nem informou o motivo de a consulta ter sido liberada.

 

Fonte: UOL Economia

 

0
0
0
s2smodern

Fale conosco

4040 4400

Capitais e Regiões Metropolitanas

0800 771 3041

Demais regiões 

11 9 9659 7185

Whatsapp

Qualidade

Atendimento ao cliente:

11 9 8666 4209

Whatsapp

Correspondentes

logo bancos2

REDES SOCIAIS

logo fblogo youtubelogo twitter

 

 

consultecnpj3 

Copie e cole: 07223958000190

Aprovado pela Instrução Normativa RFB nº 1.634, de 06 de maio de 2016. Empresa em conformidade a RESOLUÇÃO Nº 3.954 do BANCO CENTRAL DO BRASIL. 

A Presença jamais solicita depósito em conta corrente, nem mesmo a antecipação de dinheiro em suas operações de crédito.